Restaurantes conceito em SP: conheça 4 tipos

Nos últimos anos, os restaurantes deixaram de representar simples estabelecimentos para a alimentação e se tornaram verdadeiros centros de experiência. É preciso, contudo, mais que uma boa comida para aguçar o paladar. Nesse sentido, os empresários apostam, para ter sucesso, em espaços que mexam com os outros sentidos do consumidor. 

Esse é o caso dos restaurantes conceito em SP que misturam a boa gastronomia com ambientes inovadores. Quer conhecer quatro deles? Confira a nossa lista a seguir!

Os restaurantes conceito

Antes de mostrarmos os restaurantes conceito em SP, é importante falarmos mais sobre termo. O restaurante conceito pode ser definido como o estabelecimento criado para oferecer a alimentação e, ao mesmo tempo, apresentar ideias abstratas que formam a sua razão de ser.

Para elucidar melhor o conceito, vamos falar dos estabelecimentos slow food. Mais que servir pratos saudáveis, os empreendimentos com essa denominação prezam por valorizar a produção agrícola local, incentivando o consumo desses alimentos.

Eles também focam em oferecer espaços propícios a refeições mais tranquilas e prazerosas. Em outras palavras, esses ambientes possuem um conceito que alia alimentação saudável, cotidiano menos acelerado e destaque para a produção local. 

Os melhores restaurantes conceito em SP 

slow food não é o único tipo de restaurante conceito. Descubra, a seguir, alguns dos melhores estabelecimentos da cidade de São Paulo para poder curtir com os amigos e com a família. 

1. Empório Frutaria

Localizado no bairro Jardins, o Empório Frutaria tem como conceito trazer a alimentação saudável para o cotidiano dos paulistanos. Para isso, o restaurante não só oferece receitas preparadas com ingredientes orgânicos, mas também conta com um empório em que o consumidor pode adquirir frutas, legumes e verduras frescas.

2. Brace — Eataly

O Brace está localizado em um dos centros gastronômicos mais famosos de São Paulo, o Eataly. O conceito do restaurante é a cozinha italiana, com pratos produzidos diretamente no calor da brasa — o que traz um sabor único para os alimentos ali servidos. Inclusive, a cultura é tão forte que o consumidor tem até opções de bebidas diretamente do país europeu, como o refrigerante Cedrata. 

3. A Casa do Porco 

A Casa do Porco é um daqueles restaurantes modernos e famosos pela sua gastronomia saborosa. Como o próprio nome do estabelecimento sugere, o seu carro-chefe é a carne de porco em diferentes tipos de prato.

No entanto, o conceito dele vai além da valorização da carne suína. O local conta com uma minicozinha para aqueles que querem uma refeição rápida e o restaurante para quem deseja saborear os pratos sem pressa.

4. Burger ID

O Burger ID é um dos restaurantes que prezam pela produção do hambúrguer de forma totalmente artesanal. O conceito da casa gira em torno da valorização dos ingredientes de produtores locais e da colaboração de clientes, que podem cocriar os seus lanches. 

Além disso, o estabelecimento tem como objetivo preservar o meio ambiente por meio de suas embalagens sustentáveis. Mas não é só isso. O local também favorece a integração entre os consumidores, que podem aproveitar as refeições envolvidos em um clima descontraído, perfeito para compartilhar com os amigos e com a família. 

Os restaurantes conceito em SP elevam o título de uma das cidades mais cosmopolitas do país, justamente por essa diversidade gastronômica proporcionada ao consumidor. 

Gostou do nosso artigo? Então, conheça mais sobre o Burger ID e tenha deliciosas experiências.

Por que as confraternizações empresariais são tão importantes?

Você costuma sair cansado do trabalho, sonhando com aquele hambúrguer artesanal feito com amor para finalizar o dia com chave de ouro? Pois as chances de que a sua equipe também esteja passando essa mesma vontade são enormes. Por que então não convidá-la para um happy hour?

Atenção, tripulação! Neste post, vamos apresentar as principais características das confraternizações empresariais e também explicar a sua importância para uma boa convivência no trabalho. Confira!

O que são as confraternizações empresariais?

Uma boa confraternização empresarial deve proporcionar um ambiente adequado para que a sua equipe interaja em torno de outras atividades que não sejam apenas do trabalho. O ideal é que ela se sinta à vontade para conversar e conhecer qualidades uns dos outros que no ambiente profissional talvez não seja conveniente.

Se for possível, estender o convite da confraternização para os cônjuges é uma boa forma de permitir que seus colaboradores se conheçam melhor e encontrem novos gostos em comum, já que a presença de pessoas de fora da empresa facilita o surgimento de outros assuntos. 

Por fim, é bom lembrar que nem toda confraternização empresarial precisa ser uma “festa da firma”. É possível promover um evento muito mais simples e aconchegante! Basta levar os seus colaboradores para fazerem uma refeição bem gostosa com você.

Por que confraternizar com os colegas de trabalho?

Abaixo, caro tripulante, você confere as quatro principais vantagens que as confraternizações empresariais trazem para o dia a dia do funcionário e para qualidade do ambiente de trabalho. Veja só!

Aliviar o estresse

O trabalho muitas vezes pode ser uma fonte de frustrações. Nem sempre conseguimos bater metas ou mostrar uma performance coerente com nosso talento e dedicação. Se quisermos nos preparar para dar nosso melhor no mês seguinte sem nos abalarmos com os insucessos anteriores, é fundamental restaurar as energias.

Para tanto, uma boa refeição compartilhada pode ser o que a sua equipe precisa para se sentir renovada e dar o melhor de si novamente. Afinal, comer bem é um dos grandes prazeres da vida!

Melhorar a integração da equipe

Trabalhar em grupo exige uma certa sintonia entre os membros da equipe, e isso só é possível à medida que as pessoas descobrem as qualidades e defeitos dos seus colegas e desenvolvem empatia umas com as outras. Para tanto, é preciso que seus colaboradores tenham tempo e espaço para se conhecerem melhor.

Nada como um lanche bem gostoso depois de um dia intenso de trabalho para restaurar os ânimos e mediar essa interação!

Divulgar a empresa

Os brasileiros trabalham demais! Nós passamos mais tempo na firma do que em qualquer outro lugar, de modo que durante a semana convivemos mais com nossos colegas do que com a família. Por conta disso, além do salário e dos benefícios, há outro fator que atrai funcionários competentes e que, infelizmente, costuma ser negligenciado: o zelo por relações de trabalho saudáveis.

Promover confraternizações no trabalho mostra para os seus colaboradores que vocês estão preocupados com o bem-estar deles, o que também gera uma publicidade positiva da sua empresa como empregadora.

Motivar os funcionários

A confraternização também é uma ótima forma da organização dividir com os seus colaboradores a alegria de um objetivo alcançado ou meta batida. Dessa forma, a sua equipe, que trabalhou tanto para o sucesso da empresa, sentirá que o seu esforço foi valorizado e repetirá o empenho no mês seguinte.

Como você leu acima, caro tripulante, as confraternizações empresariais têm várias vantagens e podem ser o que está faltando para melhorar as relações entre os seus colaboradores.

Já estamos encerrando o processo de pouso! Para finalizar, sugerimos que você não subestime o poder de um hambúrguer no ponto! Entre em contato com o delivery da Burger ID ou faça uma visita aqui na Vila Olímpia!

 

Gastronomia de São Paulo: o que você não pode deixar de experimentar

São Paulo é uma cidade cheia de opções e muitas atrações para curtir, relaxar e se divertir. Além de contemplar sua imensa agenda cultural, nada melhor do que provar comidas deliciosas.

 A gastronomia do lugar é muito especial e agrada os mais diversos paladares. Seja para um lanche rápido, um happy hour, um almoço ou jantar completo, não faltam lugares para conhecer e se deliciar com os pratos.

Para quem visita a cidade ou já mora nela, existem várias comidas que devem ser experimentadas e repetidas, pois são realmente muito boas. Por isso, preparamos este post para apresentar o melhor da gastronomia de São Paulo e mostrar as opções que você não pode deixar de experimentar. Confira!

Sanduíche de mortadela

É tão tradicional que se tornou ponto turístico de São Paulo. Não tem como deixar de conhecer essa iguaria! Diz a lenda, que o famoso sanduíche surgiu graças à reclamação de um cliente sobre o pouco recheio dos seus lanches. Depois de tanto ouvir, o dono da lanchonete se cansou e começou a fazer o pão mais recheado.

O resultado deu certo! Hoje ele é figurinha carimbada na gastronomia de São Paulo. A parada no Mercado Municipal da cidade para comer essa delícia é obrigatória.

Além dos tradicionais  feito no pão francês, com mais de 200g de mortadela em fatias bem fininhas  existem várias maneiras de incrementar o lanche — por exemplo, com queijo, vinagrete e calabresa. Basta deixar a imaginação fluir!

Virado à paulista

Como o próprio nome revela, o virado é outro típico prato paulistano. A iguaria é tão famosa que já se tornou patrimônio imaterial do estado. Ideal para um almoço reforçado, é uma comida simples e que agrada muitos paladares.

Além de ser completo, ele tem seu próprio charme: há um dia certo para ser servido. Segunda-feira é o dia oficial do virado à paulista. O prato é composto por arroz, tutu de feijão, bisteca de porco, couve, linguiça, ovo frito, torresmo e banana. Não tem como não ficar satisfeito depois desse prato!

Pastel de feira

Paulista de verdade conhece todas as feiras da sua redondeza e espera ansiosamente o dia de comer o pastel. O lanche faz parte da gastronomia de São Paulo e vai bem em qualquer hora do dia. Opções de recheio não faltam, e se ele vier acompanhado do caldo de cana então, melhor ainda.

Pão na chapa

É a comida típica mais fácil de ser encontrada em São Paulo. É só entrar numa “padoca” que ele estará lá, quentinho e delicioso. Perfeito para começar o dia, o pão na chapa e o pingado no copo americano são tradicionais nos dias dos paulistas.

É importante lembrar que, para saborear o verdadeiro pão na chapa, você deve esquecer as padarias gourmet. Aquelas mais simples — encontradas no seu caminho de casa ou do trabalho —  são as melhores para comer o seu pão com manteiga, entre um gole e outro de café.

Hambúrguer

Sempre querido nos cardápios, o hambúrguer é tradicional na gastronomia de São Paulo. O que não faltam são hamburguerias com diversas opções do prato.

Artesanais, fast food, elaborados ou não, os hambúrgueres fazem sucesso e devem ser incluídos no tour gastronômico pela cidade. Não dá para deixar de saborear a carne no ponto, o queijo derretido e os outros acompanhamentos que agradam o seu paladar.

Comer é um dos momentos mais prazerosos da vida, e nada melhor do que sair por aí em busca de novos pratos e sabores. A gastronomia de São Paulo é riquíssima e não faltarão opções para você explorar e se deliciar.

E aí, gostou deste post? Quantos desses pratos tradicionais da cidade você já provou? Aproveite para entrar em contato conosco e experimentar nossos deliciosos hambúrgueres e conhecer o que temos de melhor!

Veja como fazer bacon de maneiras diferentes para hambúrguer

Quase uma unanimidade entre os amantes de carne, o bacon deixa qualquer prato ainda mais gostoso. Isso porque a barriga de porco, após ser curada e defumada, ganha um sabor único e marcante.

Se você está procurando diferentes maneiras de usar esse ingrediente em seu hambúrguer, veio no lugar certo! Neste post, ensinaremos como fazer bacon de diferentes formas. Confira!

Bacon brittle

Esse aperitivo é bastante popular nos Estados Unidos e algumas vezes é servido até como sobremesa! São várias as etapas envolvidas, mas o resultado vale a pena. Você terá um bacon ao mesmo tempo crocante, doce e picante!

Faça um molho, misturando 1/3 de xícara de açúcar mascavo, 2 colheres de maple syrup (extraído de seiva de árvores e muito usado para adoçar panquecas) e 1 colher de molho de pimenta. Em uma assadeira, disponha ½ kg de bacon em tiras, de preferência sobre uma grade, para que a gordura escorra. Leve ao forno a 180º por 20 minutos.

Retire, passe o molho agridoce em cada tira de bacon e leve ao forno por mais 5 minutos. Repita o processo, passando o molho do outro lado das tiras. Após esse processo, os bacons estarão bem crocantes e adocicados e deverão ser picados em pedaços bem pequenos.

Em uma frigideira, torre castanha de caju e nozes. Em seguida, pique-as em pedaços pequenos e junte ao bacon já assado.

Leve uma panela ao fogo e misture 1 ½ xícara de açúcar, 1/3 de xícara de água, 1/3 de xícara de xarope de milho e 8 colheres de manteiga sem sal. Deixe ferver até tingir a temperatura de 140º C. Adicione 1 colher de chá de bicarbonato. Não se assuste, pois uma espuma vai subir! Junte o bacon e as nozes à panela e mexa por mais alguns minutos.

Em um papel-manteiga, espalhe a mistura (que será bem grudenta) da forma mais fina possível. Aí é só esperar secar e quebrar em pedaços no tamanho que quiser.

Bacon em pó

Essa é uma maneira inusitada de usar o bacon  e que muita gente não conhece. Trata-se de uma alternativa para finalizar pratos ou mesmo para salpicar na pipoca, na batata frita, no arroz do dia a dia e onde mais a criatividade mandar.

Para obter o bacon em pó, basta assar algumas fatias em forno a 150º C. É importante que toda a gordura derreta e que ele fique bem sequinho. Uma dica é usar uma grade sobre a assadeira. Quando estiver pronto, espere esfriar e triture o bacon em um pilão, processador ou, mesmo, em um moedor de temperos.

Molho de bacon

Existem várias possibilidades de fazer molho de bacon: uma excelente opção para servir à parte.

Você pode derreter dois ou mais tipos de queijo  como se fosse fazer um fondue  e misturar o bacon já frito. Apenas tome cuidado com o tipo de queijo escolhido, já que bacon é bem salgado. Outra opção é misturar o bacon frito em creme de leite, pimenta do reino e outras especiarias a gosto.

Bacon na manteiga

Pique o bacon bem pequeno e frite em um fio de óleo. Transfira para um papel toalha e deixe secar. Em uma frigideira, derreta uma boa quantidade de manteiga e acrescente o bacon, mexendo bem para incorporar. O resultado será um sabor diferenciado e aparência brilhante.

Bacon sequinho

Se quiser um resultado impecável ao preparar o seu bacon, algumas dicas são importantes.

Procure sempre cortar o bacon gelado e fritá-lo em temperatura ambiente. Nunca descongele no micro-ondas, pois assim ele pode cozinhar. Para deixar o bacon bem crocante, é necessário fritar um pouco mais: mas cuidado para não passar do ponto, pois ele pode ficar amargo.

Como vimos, existem várias maneiras de inovar para tornar diferente o hambúrguer e, até mesmo, outros pratos. É só pesquisar e se arriscar um pouco para saber como fazer bacon de maneiras que surpreenda a todos!

Gostou das nossas dicas? Então, comece hoje mesmo a testar uma dessas receitas! Se você conhece alguma outra maneira de preparar esse ingrediente para colocá-lo no hambúrguer, conte para a gente nos comentários!

Entenda o que é a carne dry aged e como é feita

Nos últimos tempos, o que não falta são opções de hamburgueria para todos os gostos. São variados os tipos de carne, molhos e pães à disposição dos clientes. Decoração inusitada e opções vegetarianas e veganas também são grandes apostas.

Mas se você é um grande fã de hambúrguer, às vezes deve se irritar com o “raio gourmetizador” que atinge muitos estabelecimentos, certo? Afinal, nem sempre dá para saber de cara se o preço cobrado por um sanduíche faz jus à qualidade do produto oferecido.

A dica que trazemos hoje para você que tem paladar diferenciado é procurar pela carne dry age — ou maturada a seco, em bom português. Ainda não sabe o que é isso? Então, continue a leitura e fique por dentro desse produto de luxo que já conquistou paladares em todo o mundo!

O que é a carne dry aged

Até a década de 1960, o comum era que toda carne fosse maturada a seco, já que a embalagem a vácuo ainda não havia sido inventada. A partir dessa inovação, passou-se a utilizar a maturação wet age, ou maturação úmida.

O motivo da mudança foi sobretudo econômico: ao ser maturada a vácuo, a carne retém a umidade e não perde peso, o que representa mais lucro para os frigoríficos e outros setores alimentícios. Com a maturação dry aged ocorre o contrário, já que há perda de peso e umidade. 

Após alguns dias, a carne passa por processos bioquímicos e enzimáticos que conferem à peça uma casca escura. Com isso, os sabores se intensificam e aparecem notas de queijo e até o umami, considerado o quinto sabor (além do doce, salgado, azedo e amargo).

Como fazer a maturação a seco

Escolha um corte grande

Como a maturação dry age leva à perda de líquido e de peso, o correto é optar por peças maiores na hora de empregar a técnica. Além disso, é preciso considerar que toda capa escura que se forma na peça deve ser retirada. Uma opção é usar um filé de costela com capa de gordura. Assim, você preserva toda a carne ao retirar a capa.

Envolva em pano de algodão

A técnica empregada com o algodão é basicamente a mesma que se adota na fabricação de queijo. Ao envolver a carne com um tecido fino, ela consegue respirar, fica protegida e os líquidos são liberados com facilidade. Um cuidado importante: de tempos em tempos, deve-se desembrulhar e embrulhar novamente as peças, para que fibras do algodão não penetrem na carne.

Coloque em uma prateleira

Para que a maturação ocorra de maneira uniforme, a carne não pode ficar em contato com o próprio líquido e deve respirar por igual. Prateleiras perfuradas, ganchos e grelhas são boas opções. Quem estiver empregando a técnica deve sempre cuidar de todas as peças igualmente. Do contrário, pode ocorrer deterioração das carnes e odor.

Mantenha na geladeira

Nesse ponto, é preciso atenção redobrada. Não basta colocar a carne sob refrigeração: se a temperatura ficar abaixo de -2ºC, os processos enzimáticos não acontecem; se a temperatura ficar elevada, pode ocorrer deterioração microbiana. Sendo assim, é importante manter as carnes em ambiente controlado de 0ºC a 4ºC. Uma dica é usar um termômetro e evitar abrir a geladeira muitas vezes (isso também evita contaminação).

A umidade relativa também deve ser rigorosamente controlada. Se ela for muito alta, pode ocorrer proliferação de bactérias. Quando muito baixa, a peça de carne pode reduzir muito de tamanho, acarretando em prejuízos. O ideal é manter a umidade relativa da geladeira em torno de 85%.

O tempo que a carne dry age leva para ficar pronta varia bastante, conforme o gosto. Geralmente, é adotado o tempo de 14 a 35 dias. No entanto, há produtores que deixam as peças de carne maturando por até 200 dias. Quanto maior o tempo, mais intensos ficam os sabores. As notas se acentuam a ponto de lembrarem queijos mofados, dos tipos gorgonzola ou roquefort.

Se você ficou curioso para experimentar o sabor da carne dry age, faça uma visita ao Burger ID ou peça online seu Burger Dry Age 180 gr. E para ficar por dentro das promoções e de tudo que está rolando, curta nossa página no Facebook!

Foi mal atendido em um estabelecimento? Veja o que fazer!

Você já foi mal atendido alguma vez em um estabelecimento? Infelizmente, isso é algo que pode acontecer com qualquer pessoa e em qualquer local. Em casos assim, é importante que a pessoa saiba como agir adequadamente.

Como se sabe, quando os clientes não reportam eventuais problemas que tiveram, isso pode gerar algumas consequências negativas. Além disso, o atendimento nesses locais permanecer aquém do esperado. Pontuar os aspectos negativos de um atendimento pode ― e deve ― servir como incentivo para que o estabelecimento mude sua postura.

Você está se perguntando como deve agir caso seja mal atendido? Então continue a leitura para conferir!

1. Chame o gerente imediatamente

Essa é a atitude mais direta a se ter ao ser mal atendido. Porém, antes de comunicar um serviço que o desagradou ao gerente, analise o motivo da sua reclamação. Por vezes, pode ser apenas uma questão simples de ser resolvida com o próprio atendente.

Um exemplo: imagine que você vá a uma hamburgueria, mas o atendente não sabe muito bem explicar o preparo de blend de carne de um hambúrguer que te interessou ou como harmonizar hambúrguer com cerveja. Em muitos casos, isso pode acontecer em decorrência de inexperiência ou de despreparo para aquela situação específica, não por má vontade. Por isso, é importante observar cada situação e, se for o caso, dar um toque no atendente sobre aspectos que podem ser melhorados.

No entanto, caso seja necessário, chame a gerência, com todos os detalhes pertinentes para registrar o ocorrido. É importante que aja sempre de forma centrada e tranquila, para não perder a razão.

2. Utilize as redes sociais

Redes sociais como o Twitter, Instagram e Facebook, Tripadvisor têm forte poder de influência, inclusive quando se trata de atendimentos ruins em qualquer tipo de estabelecimento.

Você pode registrar sua reclamação diretamente na página do local ou em grupos focados no segmento em questão. Com sua queixa postada em um local com vários visitantes diários, registros de outros usuários insatisfeitos poderão aparecer, o que tornará o problema mais evidente para os donos dos estabelecimentos.

3. Não pague os 10%

Esse ponto é algo comum em restaurantes de todos os tipos. A porcentagem, geralmente direcionada ao garçom ― mas também passível de ser dividida entre toda a equipe ―, é motivo de controvérsias em muitos casos, pois inclui justamente o atendimento, nem sempre satisfatório.

Caso você tenha achado o atendimento realmente ruim, poderá optar por não pagar os 10% da mesa. Mesmo que eles já venham incluídos na comanda ou na nota fiscal, isso não é uma obrigatoriedade, e você tem todo o direito de não aceitar. Lembre-se sempre disso!

4. Converse com o funcionário que lhe atendeu mal

Como dissemos no início do post, uma atitude positiva a ser tomada é tentar resolver a situação com o próprio funcionário que não prestou um bom atendimento. Quando você age de forma mais calma e apresenta o seu problema de forma clara, os atendentes têm mais chances de melhorar condutas que estão desagradando.

Muitas vezes, pequenas atitudes geram grandes resultados. Um pequeno toque da sua parte pode influenciar positivamente em todo o modo de atendimento de um colaborador e, como consequência, no do estabelecimento.

5. Denuncie nos órgãos de reclamação

O que pode ocorrer algumas vezes é que nem o funcionário, a gerência e mesmo os donos do local se importem com o mal atendimento ou busquem uma solução. Quando isso acontece, resta recorrer a órgãos de reclamação.

Atualmente, o site Reclame Aqui é uma das melhores maneiras de registrar reclamações contra empresas. De forma similar às redes sociais, a página apresenta dados sobre o quanto aquele estabelecimento está realizando um trabalho ruim e em quais áreas específicas.

Há também o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), onde poderá ser registrada uma reclamação formal. Como os estabelecimentos ficam com suas imagens comprometidas ao serem autuados, essa pode ser uma ferramenta muito útil para a resolução de problemas.

A melhor opção é uma boa conversa ou preenchimento de uma pesquisa de satisfação no próprio restaurante. Assim as coisas podem ser resolvidas rapidamente e sem complicações. Afinal de contas buscamos sempre uma boa comida e com um atendimento cortês e educado.

Buscar uma solução ao ser mal atendido é direito de todo consumidor. Mas o legal mesmo é quando encontramos lugares que prezam por um atendimento de excelência e diferenciado, não é mesmo? Para ver bons exemplos disso, que tal buscar essas opções em São Paulo? Até a próxima!

Técnica infalível: como comer hambúrguer sem se sujar?

Você pede seu lanche e, cheio de fome, aguarda ansiosamente pela entrega do pedido. Mas, na primeira mordida, seu hambúrguer se desmonta por completo e tudo acaba escorrendo pelo meio de seus dedos. Quem nunca passou por isso?

Embora pareça improvável, cientistas asiáticos descobriram a forma perfeita para comer hambúrguer sem se sujar e nem se lambuzar inteiro. Quer conhecer essa técnica infalível e revolucionária, além de outros truques para evitar a bagunça na hora da refeição? Acompanhe nosso post até o fim!

A pesquisa para comer hambúrguer sem se sujar

Três pesquisadores japoneses especializados em mecânica de fluídos, engenharia e odontologia pesquisaram por quatro meses a melhor maneira para segurar e comer hambúrguer sem se sujar ou desmontar o lanche completamente.

Depois de várias análises, muitas observações das interações entre as partículas dos ingredientes e a forma como o lanche é segurado, diversas simulações de posicionamento dos dedos e até escaneamentos tridimensionais, eles concluíram que a maioria das pessoas segura seus burguers de maneira errada, o que acaba expulsando todo o recheio para fora do pão.

A forma perfeita

O ideal é segurar a parte de baixo do burguer com os dedões e os mindinhos, e, com os demais dedos separados, pressionar levemente a parte de cima. Isso ajudará a espalhar os ingredientes, mas sem empurrá-los para fora do lanche ou quebrar os pães.

Outro cuidado importante a ser tomado, segundo os especialistas, é quanto à força utilizada para segurar o pão. Ela deve ser empregada de forma leve e delicada, sem apertar demais os pães, para evitar a sujeira, sobretudo o derramamento dos molhos.

Outros truques para comer hambúrguer sem fazer bagunça

Agora que você já sabe a forma ideal para comer hambúrguer sem se sujar, também pode passar a utilizar esses outros truques para não fazer mais lambança.

Vire o lanche

Esse é um truque básico, mas que pode ajudar bastante. Vire seu lanche com cuidado e segure-o de cabeça para baixo, pois o pão da parte superior, geralmente, é duas vezes mais grosso do que o inferior, o que diminui as chances de ele se partir ou desmontar.

Utilize guardanapos ou coma com talheres

Utilizar guardanapos ou talheres para comer pizzas e hambúrgueres é um hábito bastante comum e próprio dos brasileiros. Os gringos, principalmente os americanos, dispensam o uso desses itens.

Se por um lado há quem diga que esses artifícios prejudicam a praticidade e a experiência sensorial de comer hambúrguer, eles são excelentes alternativas para evitar a sujeira e saborear com tranquilidade. Fica a seu critério!

Utilize embalagens de qualidade

Outra boa forma para evitar a bagunça e, sobretudo, o desmonte de seus lanches, é utilizar embalagens de qualidade, como as da PleatPak. São mais resistentes, biodegradáveis, não vazam e nem lambuzam, protegem melhor os alimentos, conservam a temperatura por mais tempo e impedem a perda dos lanches. São as mesmas embalagens Utilizadas no Burger ID e também presente nas principais hamburguerias de SP

Agora que você já sabe a forma ideal para comer hambúrguer sem se sujar e conhece alguns truques para evitar o desperdício do seu lanche, que tal conhecer as opções de burguers do nosso cardápio e fazer seu pedido agora mesmo pelo delivery?

Aprenda como fazer 3 receitas de milk-shake simples

Se tem algo que combina com um bom hambúrguer é o milk-shake. A bebida pode ser consumida ao mesmo tempo que o sanduíche, formando uma excelente dupla, ou também após a refeição, servindo como sobremesa. A verdade é que não importa qual o momento, ele sempre cai bem. 

Neste post, vamos ensinar três receitas de milk-shake simples para você fazer em casa quando pedir o delivery da sua hamburgueria favorita. Acompanhe para aprender! 

1. Milk-shake de chocolate

A primeira das nossas receitas de milk-shake simples é um clássico. O milk-shake de chocolate agrada o paladar da maioria das pessoas e tem um preparo relativamente fácil. 

Ingredientes

  • 4 bolas de sorvete de chocolate;
  • 2 xícaras de leite;
  • calda de sorvete sabor chocolate.

Modo de preparo

Em velocidade média, bata no liquidificador o sorvete com o leite até misturar bem. Se a mistura ficar com a textura muito grossa, acrescente leite aos poucos, até adquirir a consistência desejada. 

Forre a taça com a calda de sorvete e em seguida despeje a bebida. Para incrementar essa receita de milk-shake simples, você pode acrescentar alguns ingredientes que também servirão como decoração. Escolha os de sua preferência, como biscoitos de chocolate, rolinhos para sorvete ou até mesmo chantilly. Vai ficar ainda mais delicioso!

2. Milk-shake de morango com hortelã

O segundo milk-shake da nossa lista de receitas é o de morango com hortelã. Ele também é bastante clássico e o toque de hortelã faz com que ele seja ideal para ser servido no verão. Aprenda a fazer!

Ingredientes

  • 2 bolas de sorvete de creme;
  • 1/2 xícara de leite;
  • 10 morangos;
  • 10 folhas de hortelã;
  • 2 colheres (sopa) de leite condensado;
  • calda de sorvete de morango.

Modo de preparo

Em velocidade média, bata no liquidificador o sorvete, os morangos, as folhas de hortelã, o leite e o leite condensado. Decore a taça com a calda de sorvete de morango antes de despejar o milk-shake. 

Para incrementar a decoração, você pode acrescentar pedaços de morango picados, que darão um toque especial à receita. Se quiser um milk-shake com mais sabor de fruta, você pode substituir o sorvete de creme por sorvete de morango. 

3. Milk-shake de churros

Um sabor que está invadindo a confeitaria gourmet é o de churros. Por isso, ele merece um lugar especial na nossa lista de receitas de milk-shake simples. Confira!

Ingredientes

  • 1 xícara de leite;
  • 1/2 xícara de bolachas maisena em pedaços;
  • 3 bolas de sorvete de creme;
  • canela em pó (a gosto);
  • doce de leite;
  • mini churros.

Modo de preparo

Bata no liquidificador, sempre em velocidade média, o leite, o sorvete, as bolachas e a canela em pó até que os ingredientes se tornem uma mistura homogênea. 

Antes de despejar a bebida na taça, “suje” as paredes dela com doce de leite. Para isso, você deve amolecer o doce aquecendo-o um pouco e depois utilizar uma colher para espalhá-lo no recipiente. Se quiser ter menos trabalho, basta adicionar o doce de leite à mistura que será batida.

você pode fazer decorações no milk-shake com os mini churros. Ou, se preferir, sirva o doce separadamente, para que ele não amoleça em contato com a bebida. 

Agora que você já conhece três novas receitas de milk-shake simples, que tal convidar os amigos para sua casa e fazer uma noite de hambúrguer artesanal, acompanhamentos deliciosos e muito milk-shake? É uma ótima oportunidade para testar novos sabores, descobrir os seus preferidos e ainda confraternizar com a turma!

Se você gostou das nossas receitas de milk-shake simples, assine nossa newsletter e receba em seu e-mail outros conteúdos tão interessantes quanto este! 

Jantar a dois em SP: confira 5 dicas de lugares

Por existirem vários estilos e formatos de estabelecimentos, fica difícil escolher em qual restaurante ter um jantar a dois em SP, como uma noite romântica, digna de um belo banquete. Conhecer as opções é sempre um bom começo para quem não sabe por onde iniciar a busca por um local adequado para esse “evento”.

Quer surpreender aquela pessoa especial? Saiba aqui quais são as melhores opções de comidas na cidade e tudo o que elas têm a oferecer para que você tenha uma noite memorável. Confira!

1. Lellis Tratoria Comida italiana

Dentre tantos lugares, as cantinas italianas sempre ganham um destaque por conta da sua comida farta. As mais variadas pastas e seus molhos suculentos sempre chamam a atenção daqueles que têm um apreço por essa culinária tão singular. Sem dúvida, a gastronomia italiana vai proporcionar a você um bom jantar a dois em São Paulo! 

2. Brascatta Pizzaria

As boas e tradicionais pizzarias são sempre as opções mais escolhidas por serem uma alternativa que não tem erro. Afinal, quem não gosta de uma boa pizza, não é? São Paulo disponibiliza uma infinidade delas, com suas peculiaridades particulares. Aquelas com borda recheada, as com borda fina e outras que se pode comer com as mãos. 

Difícil é escolher a melhor!

3. Le Jazz Brasserie Comida francesa

Os clássicos franceses são um cenário perfeito para encontros românticos e mais refinados. Por trazerem comidas mais elaboradas, acabam sendo as ocasiões ideais para um pedido de namoro ou uma data comemorativa. O sabor das comidas são sempre muito marcantes e um bom vinho o acompanha perfeitamente.

Surpreender seu amor com uma boa taça de vinho e uma comida elegante, faz toda a diferença no seu encontro. Aproveite!

4. BurguerID Hambúrguer artesanal

É o queridinho de SP! E isso por que eles são sempre a opção certa para qualquer ocasião. O novo e descolado é perfeito para encontros menos formais.

Geralmente, são ambientes mais leves e agráveis, que remetem à calmaria. São interessantes para quem procura um local para o primeiro encontro. 

Escolher essa tipologia de restaurante é uma boa pedida, já que agregam comida bem feita e diferenciada. Quem aí não curte um belo hambúrguer artesanal cheio de sabor, não é? Experimente inovar no jantar a dois, afinal de contas, surpreender também faz parte!

5. Frutos do mar

Tem um estilo mais leve e praiano, ideal para quem curte também comidas com uma pegada mais leve. Na cidade, sempre tem um cardápio variado, cheio de produtos normalmente não consumidos. Digno de um date especial, o que mostra ainda mais o cuidado que você teve com a noite.

Saia do comum e descubra os sabores que o mar pode proporcionar a você. É tudo de bom quando temos um leque de oportunidades para expandir o paladar!

Agora, já está preparado para escolher onde jantar a dois sp? Com essas opções de lugares, fica muito mais fácil escolher qual o melhor estilo para um encontro surpreendente. Se jogue na nossa seleção e procure a que mais se encaixa com você e seu amor. 

Burguer ID tem várias opções deliciosas de comidas para você, não deixe de acessar!

 

Conheça os 4 melhores lugares para happy hour em SP

Nada melhor do que um “refúgio” para se livrar de todo o estresse após um dia intenso de trabalho. Com isso, veremos aqui as melhores opções para happy hour em sp, pois nessa cidade há uma diversidade gigantesca de bares e restaurantes, com opções para todos os tipos de público.

Mostramos, neste artigo, uma breve lista com lugares fabulosos para curtir um divertido e relaxante happy hour, comentando quais serviços eles oferecem e os seus respectivos diferenciais.

1. Eu Tu Eles, na Vila Olímpia

Um bar que é ao mesmo tempo tradicional e diferente é o famoso Eu Tu Eles, localizado na Vila Olímpia, bairro nobre da cidade de São Paulo. Quem costuma circular a região da Faria Lima conhece bem esse bar.

Em maio de 2018, eles inauguraram uma nova unidade, na Vila Olímpia, dotado do mesmo estilo e clima proporcionado pela matriz. O grande diferencial desse bar são as diversas roupas “secando” no varal, que conferem um charme único ao ambiente.

O salão é bem extenso e os móveis são todos bem coloridos, dando um ar bacana e alegre, perfeito para um happy hour.

2. Vila 567, na Vila Madalena

Quer algo mais descolado do que apreciar um maravilhoso happy hour em um rooftop, com uma vista privilegiada da badalada região da Vila Madalena? Ou então se divertir muito dançando na pista, ao som de um belo show de sertanejo ao vivo? Essa é justamente a ideia do Vila 567.

Ele faz uma mistura sensacional de animação com o conforto. Situado bem no coração do bairro, o diferencial desse bar é a sua estrutura totalmente inovadora, aliada a um ambiente todo descolado, portando um teto retrátil e um rooftop, completamente exclusivos.

3. Tatu Bola, na Berrini

Um bar que é sem sombra de dúvidas bastante famoso na capital paulista é o Tatu Bola. Além das unidades na Faria Lima e na Vila Olímpia, agora ele tem uma outra unidade, na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini.

Um ponto quentíssimo e exclusivo da unidade Berrini, no que toca ao menu, é a pizza para compartilhamento, ou seja, a pizza chega à mesa do frequentador cortada no formato de aperitivo, ideal para servir de petisco.

A comanda é individual e eles contam também com uma ótima programação de música ao vivo, para todos os gostos.

4. Burger ID, na Vila Olímpia

Os hambúrgueres artesanais definitivamente estão na moda e caíram no gosto do paladar paulistano. Já imaginou se deliciar com hambúrgueres feitos com todo o carinho e só com ingredientes da mais alta qualidade? É isso e muito mais que você poderá desfrutar na Burger ID.

Na Burger ID os hambúrgueres são confeccionados de forma colaborativa, onde o consumidor é o chef. Todos os produtos usados são de altíssima qualidade e procedência. O ponto forte são os hambúrgueres artesanais, com carnes especiais como a Dry Aged e Angus, confeccionados na churrasqueira ou então ao estilo smash, na chapa.

A despeito da Burger ID trabalhar com os hambúrgueres artesanais, um item muito em voga, ela foge completamente do raio gourmetizador. Em outras palavras, lá você pode experimentar um delicioso lanche feito com capricho, cuidado e qualidade de verdade, sem “frescuras”.

Outro ponto muito interessante é que o Burger ID é um bar temático, todo trabalhado no tema da aviação. Toda a decoração e design do local lembram o universo da aviação.

Esses são alguns fabulosos exemplares dos melhores lugares para happy hour em sp. Você deve escolher um ambiente que ofereça serviços de qualidade, pois é uma excelente maneira de relaxar após um dia estressante de trabalho.

Que tal apreciar o melhor hambúrguer artesanal? Entre em contato conosco e conheça melhor os nossos produtos!